Made in Brazil

Negócios

Exportações de rochas naturais atingem melhor resultado dos últimos 10 anos

Da redação
14/05/2024 13:23
Thumbnail

Instalação "Giardino di Pietra", por Vivian Coser para It's Natural - Brazilian Natural Stone, Centrorochas, ApexBrasil, exposta durante a Semana de Design de Milão 2024 | Sharon Adalla

Depois de fazer sucesso na Semana de Design de Milão, onde figuraram em peças de mobiliário e instalações nos endereços mais visitados da capital do design, as rochas brasileiras atingiram novo marco em 2024 e acumularam, entre os meses de janeiro e abril, o maior volume de exportações dos últimos 10 anos.
O crescimento foi de 15,7% no quadrimestre, com montante de 387,9 milhões de dólares em negócios. Os dados são do Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (Centrorochas) e foram divulgados na última quinta-feira (9).
Os Estados Unidos foram o principal destino das rochas brasileiras, recebendo mais da metade (58,06%) do volume exportado, com destaque para a demanda pelos quartzitos, que representam 55,06% das exportações para o mercado norte-americano - 57,03% a mais do que no ano anterior. Na sequência, aparecem China (14,10%), Itália (6,75%), México (5,06%) e Reino Unido (1,68%).
"Estamos entusiasmados com os resultados positivos alcançados pelo setor de rochas até agora. Desde janeiro, participamos de quatro grandes ações por meio do It's Natural - Brazilian Natural Stone, programa de incentivo às exportações desenvolvido pelo Centrorochas e pela Agência Brasileira de Exportações e Investimentos (ApexBrasil)", avalia Tales Machado, presidente da Associação Nacional de Rochas Naturais, em nota. "[...] A receptividade do mercado internacional aos nossos produtos é sempre motivo de orgulho", acrescenta.

Enquete

Você sabe quais são as vantagens de contratar um projeto de arquitetura para sua obra de reforma ou construção?

Newsletter

Receba as melhores notícias sobre arquitetura e design também no seu e-mail. Cadastre-se!