Design

Do material ao formato, um guia para você escolher a bancada da cozinha

HAUS
14/11/2017 09:30
Thumbnail

Bancada em granito amarula escovado. Projeto de Marina Stockler e Carolina Posanske. Foto: Reprodução/Marcelo Stammer

Com as cozinhas integradas às áreas sociais, todos os elementos que a compõe são importantes e precisam ser pensados e escolhidos com cuidado. E toda a cozinha gourmet tem uma bancada, que precisa, além de compor o projeto com os demais itens, ser funcional, fácil de manter e prática para o dia a dia.
A bancada de uma cozinha deve ser, primeiramente, resistente ao calor, frio, riscos, água e químicos, pois ela será exposta à estas condições diariamente. Além disso, cada material requer um tipo de cuidado específico, e nenhum deles tira do morador a responsabilidade de fazer a manutenção. Caso contrário, a bancada pode ser fonte de grande estresse e perda de dinheiro.
Bancada em mármore calacata. Projeto de Fernanda Borio. Foto: Reprodução/Marcelo Stammer
Bancada em mármore calacata. Projeto de Fernanda Borio. Foto: Reprodução/Marcelo Stammer

Como escolher o material?

A arquiteta Mariana Stockler comenta que a escolha do material para a bancada varia de acordo com o estilo de vida de cada um. Se a cozinha é usada regularmente e é dividida entre várias pessoas, ela deve priorizar a praticidade e durabilidade do material. Se o projeto for para uma cozinha gourmet, pouco usada e administrada com cuidado, materiais de manutenção um pouco mais complexa, mas às vezes mais atraentes do ponto de vista de acabamento, podem ser usados.
Para quem procura praticidade a dica é apostar nas pedras naturais. Mas cuidado: a arquiteta afirma que o mármore não é uma boa escolha, pois é muito poroso e mancha com facilidade. O granito ou o quartzito são os mais indicados: são pouco porosos, aguentam qualquer temperatura e são resistentes à água e riscos.
Bancada em granito amarula escovado. Projeto de Marina Stockler e Carolina Posanske. Foto: Reprodução/Marcelo Stammer
Bancada em granito amarula escovado. Projeto de Marina Stockler e Carolina Posanske. Foto: Reprodução/Marcelo Stammer
Outra opção bastante procurada é o Silestone, um material composto de partículas de pedra natural e resina.  Ele traz quase todos os benefícios que as pedras naturais, mas com uma vantagem: uma grande variedade de cores. O granito, por exemplo, normalmente é encontrado em tons escuros, com o marrom ou o preto, e possui aquele padrão característico do material.
Já o Silestone está disponível em tons claros, até no branco, e pode ter cor totalmente sólida. A desvantagem fica na sua resistência à temperatura – ao entrar em contato com temperaturas muito altas ou muito baixas, corre um risco maior de manchar, de acordo com a arquiteta. Entre as indicações da profissional, o granito é o mais barato, enquanto o quartzito e o silestone ocupam uma faixa de preço maior.
Bancada em aço Corian. Projeto de Estúdio Campetti. Foto: Reprodução/Gerson Lima
Bancada em aço Corian. Projeto de Estúdio Campetti. Foto: Reprodução/Gerson Lima | Raquel Lima

Praticidade x Beleza

Para uma cozinha gourmet a madeira, o vidro ou o nanoglass podem ser boas opções. Os três requerem muito cuidado, principalmente a madeira. O vidro e o nanoglass são resistentes à temperatura e água, mas riscam e mancham com facilidade. A madeira é um material delicado, pois não resiste à água, temperatura nem riscos, mas encontra um bom argumento no resultado estético, dependendo da proposta de projeto.
Bancada de madeira com silestone. Projeto de Mariana Stockler e Carolina Posanske. Foto: Reprodução/Marcelo Stammer
Bancada de madeira com silestone. Projeto de Mariana Stockler e Carolina Posanske. Foto: Reprodução/Marcelo Stammer
Azulejos e pastilhas podem ser considerados, porém Mariana faz uma ressalva quanto à manutenção do rejunte. Uma outra opção, que ganha no quesito facilidade de limpeza é o inox.
Mariana pontua que o material deve ser escolhido de acordo com a necessidade daquela cozinha. Também devem ser levados em conta quais eletrodomésticos farão parte do layout e quais tonalidades ficam harmônicas com o restante do projeto. Por fim, a arquiteta afirma que as áreas de limpeza e preparo de alimentos devem estar bem separadas para facilitar o dia a dia na cozinha.

Confira outros projetos de bancadas da cozinha

Bancada em Quartzstone Royale Blanc. Foto: Divulgação/NPK Mármores
Bancada em Quartzstone Royale Blanc. Foto: Divulgação/NPK Mármores
Bancada em Granito Preto Absoluto impermeabilizado. Projeto de Olesko e Lorusso. Foto: Reprodução/Marcelo Stammer
Bancada em Granito Preto Absoluto impermeabilizado. Projeto de Olesko e Lorusso. Foto: Reprodução/Marcelo Stammer
Bancada em granito Café Imperial. Projeto de Mariana Paula Souza. Foto: Reprodução/Marcelo Stammer
Bancada em granito Café Imperial. Projeto de Mariana Paula Souza. Foto: Reprodução/Marcelo Stammer | Marcelo Stammer

LEIA TAMBÉM

Enquete

Você sabe quais são as vantagens de contratar um projeto de arquitetura para sua obra de reforma ou construção?

Newsletter

Receba as melhores notícias sobre arquitetura e design também no seu e-mail. Cadastre-se!