Mercado imobiliário

Arquitetura

Vendas de imóveis crescem 12% e registram melhor desempenho desde 2014

HAUS
17/01/2023 15:13
Thumbnail

Vendas de imóveis novos crescem 12% entre janeiro e outubro de 2022 e registram melhor desempenho desde 2014. | Bigstock

Seguindo a alta dos preços do m² dos apartamentos residenciais prontos à venda, a comercialização de imóveis também registrou alta em 2022. O crescimento em relação ao ano anterior foi de 11,9%, considerados os meses de janeiro a outubro, e corresponde ao melhor desempenho para o período desde 2014 (ano em que foi iniciada a série histórica), segundo a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc).
O levantamento, realizado em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), aponta um total de 133.891 unidades comercializadas no período. O resultado das chamadas vendas líquidas, aquelas calculadas tendo como base o volume de vendas e o número de unidades distratadas no mesmo período, avançaram 13,4% no mesmo recorte temporal.

Os mais vendidos

Quando se analisam as tipologias de empreendimentos imobiliários, a maior alta nas vendas foi registrada em imóveis de médio e alto padrões, 81%, com 38.943 unidades negociadas no período. O número de unidades lançadas e de entregas, no entanto, apresentou queda, de 8,1% (com 37.588 imóveis novos ofertados no mercado) e de 3,6% (somando 8.450 unidades), considerado o mesmo horizonte temporal.
Os imóveis compreendidos dentro programa Casa Verde Amarela (CVA), do governo federal, por sua vez, responderam pela maior fatia do mercado entre janeiro e outubro de 2022, com 70,2% das vendas, 62,6% dos lançamentos (sobre um montante total de 100.400 unidades apresentadas ao mercado) e 87,6% das unidades entregues (em relação às 69.163 totais). Os porcentuais expressivos, no entanto, não foram suficientes para manter os números do setor positivos na comparação com o mesmo período de 2021: foi registrada queda de 6,3% nos volume de lançamentos (62.807 unidades até outubro) e de 4,3% no número de imóveis comercializados (91.924 unidades).
“O setor segue com um bom desempenho. A queda no desemprego e o aumento no rendimento das famílias, que já subiu 4%, desde o início de 2022, garantiram no período o bom desempenho do mercado imobiliário. As melhorias no Casa Verde Amarela ampliaram o acesso à moradia e contribuem para o combate ao déficit habitacional e a geração de empregos”, pontua Luiz França, presidente da Abrainc, ao justificar os resultados do último levantamento, realizado com base nos resultados das 18 empresas associadas à entidade.

Enquete

Você sabe quais são as vantagens de contratar um projeto de arquitetura para sua obra de reforma ou construção?

Newsletter

Receba as melhores notícias sobre arquitetura e design também no seu e-mail. Cadastre-se!